segunda-feira, 13 de junho de 2011

e o que te faz sorrir?

E quem sabe, a felicidade não esteja mais perto do que se imagina? Talvez a gente só a procure nos lugares errados. As vezes pode ser que a nossa ideia de felicidade não esteja correta e a maneira de alcança-la seja muito mais simples do que pensamos.
Quem sabe ela não está em nós mesmos? Ou naquele sorriso de uma mãe ou pai? Quem sabe não esteja dentro daquele bolo maravilhoso que você vê quando vai na padaria e fica com vontade de comer, mas acaba não comprando? Ou naquele desenho que uma criança deu para você? Talvez esteja dentro de um álbum de fotografias, ou até numa foto que você tirou no mesmo dia? Ou no abraço apertado de um amigo que não vemos faz muito tempo? Até mesmo nas nossas próprias lembranças.
É só parar um pouco e pensar no que nos faz sorrir, aproveitar as oportunidades, fazer uma loucura, comer uma coisa que você não come faz tempo, ajudar os outros ou até a si mesmo... é nesses simples gestos que estará a chave para ser feliz?

quinta-feira, 19 de maio de 2011

é o amor

Ontem, dia 18 de maio de 2011, eu completei exatos seis meses de namoro e ganhei um presente lindíssimo:

video

sábado, 14 de maio de 2011

simplesmente inesquecível.

Hoje foi um dia completamente fora do comum. O que era para ser uma visita aos Campus da UFRGS, com finalidade de conhecer mais sobre alguns cursos com o projeto ''PORTAS ABERTAS'' transformou-se numa verdadeira festa. A maioria dos alunos era do terceiro ano, mas também foram alguns alunos do primeiro e segundo anos. Foram um ônibus e um micro. 
Foi um grande esforço até conseguirmos chegar na Ipiranga - enfrentamos um pequeno problema de teimosia, pode-se dizer assim - e visitar a FACFAR. Tivemos uma palestra - que eu achei super importante e esclareceu várias dúvidas - após fomos divididos em grupos e visitamos os laboratórios, onde os professores fizeram pequenas demonstrações sobre o que é tratado no curso.
O almoço foi no Praia de Belas, e claro que eu fui no Mc Donald's *-*
Depois fomos até a ESEF. Assistimos uma palestra geral e também palestras sobre os cursos de Fisioterapia, Educação Física e Dança.
Obviamente, fomos super bem recebidos por todos os professores e palestrantes que os deram a total atenção e nos ajudaram, esclarecendo de uma forma prática e simples todas as nossas muitíssimas dúvidas. O passeio de hoje trouxe grandes benefícios a todos, tenho certeza.
Deixo aqui um abraço especial ao pessoal que esteve comigo no ''micro'' e que animou a viagem, tanto de ida como de volta, cantando (quer dizer, gritando) e acenando para todos os pobres seres humanos que encontravam nas ruas e um desculpe ao nosso motorista que coitado, teve de aguentar a bagunça. E claro um agradecimento muito mais que merecido as professoras Angela e Monica por terem confiado em nós, nos aturado na maioria das vezes e pelo belissimo passeio de hoje. Que para mim em especial, foi a realização de um pequeno sonho!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Escrever faz com que meu mundo se torne parte do mundo dos outros, além de me trazer uma alegria e satisfação que são imensas e me preenchem de uma forma que somente eu consigo entender. Começou com um diário onde eu escrevia tudo o que fazia no dia e agora já faço minhas próprias histórias e falo sobre diversos assuntos que trago para cá, minha grande paixão: meu Blog.
Encontro nas palavras, maneiras de me libertar de todas aquelas coisas que podem me fazer mal. Consigo me desligar de tudo e assim posso ser eu mesma, sem criticas, sem sugestões, somente eu e minhas diversas opiniões sobre tudo - tudo mesmo.

(Deixo aqui um agradecimento especial a Professora Cristiane que adora todos os meus textos.)

quarta-feira, 20 de abril de 2011

O que é a vida?

Questão que vários filósofos, pensadores, artistas, religiosos e todas as pessoas algum dia se perguntam e não conseguem uma conclusão.A resposta pode ser facilmente encontrada se em vez de ampliá-la, trazermos ela para o coração e não respondê-la com a mente, e sim com a alma.
A vida é elevar os sentimentos: demonstrando aquilo que se sente. É não ter vergonha de ser quem você é. nem de onde você veio; é fazer o próximo sorir; é ser companheiro. Ela é construir planos e sempre pensar no futuro; é encontrar a sua própria felicidade na felicidade dos outros; é reconhecer seus medos e suas perdas; é valorizar aqueles que lhe cercam.
A vida está relacionada ao que você faz e pensa sobre tudo e todos; é sonhar sonhos impossíveis... a vida é amar intensamente e se arriscar; lutar pelo que você deseja e ser tudo e ao mesmo tempo ser nada.

terça-feira, 29 de março de 2011

- vamos nos permitir ♫

Nessa imensa bola azul chamada Terra, nós, seres humanos estabelecemos um padrão de vida: nascemos, crescemos, aprendemos, trabalhamos e morremos. E nessa jornada que passamos aqui esquecemos do que realmente importa, ou seja, viver.



Certo, mas viver de que modo?
Deixando de lado os NÃOs e adotando os SIMs. Devemos parar de estar presos aos padrões que a vida nos ensina e construir nossos passos a partir daquilo que desejamos. Esquecer um pouco a televisão, rádio, Ipods, celular, computador porque a vida real acontece fora do mundo tecnológico.


Diga NÃO: ao preconceito, a desigualdade, a violência, a falta de amor, ao aquecimento global, ao individualismo, as doenças e ao egoísmo.

Diga SIM: a ir encontrar os amigos num parque ou praça; a cuidar dos animais e das plantas (que nesse século em que estamos, as pobres plantinhas estão precisando de uma atenção especial); a reunir a família num domingo, e fazer um almoço; convidar os amigos para uma pequena festa; fazer uma noite do pijama; escolher um ótimo livro e um lugar para ficar sozinho e relaxar; pensar na vida; andar de bicicleta, seja sozinho ou acompanhado; olhar um filme com o(a) namorado(a); passear com o cachorro; entre outros.
Diga SIM: à liberdade, ao carinho, ao respeito, à sinceridade, ao amor, à felicidade, ao companheirismo, à vida, à Deus e principalmente à você!

domingo, 27 de março de 2011

rótulos

Tá legal então, é assim que a vida continua, cheia de falsas expectativas e pessoas que não estão nem ai para o que acontece ao redor delas. Triste dizer que ainda há pessoas - muitas mesmo - que vivem só por si mesmas e não percebem o que se passa ao redor. Pessoas que pensam que a única coisa que importa é a sua felicidade e não querem saber de mais nada, nem ninguém.
E os humanos, não se tratam mais como humanos, mas sim como ''frascos'', sim aqueles frascos de vidro que você só precisa rotular. Rótulos cercam a nossa vida. As pessoas mal conhecem você e já saem falando as suas ''belíssimas'' opiniões sobre o que pensam e o que deixam de pensar sobre você - e o pior é quando te analisam dos pés a cabeça e depois, como se não fosse o suficiente, começam a falar pra quem está do lado.
A gente passa na rua, acena para uma pessoa que não vê a tempo e ela um sorriso amarelo, devolve. E se ninguém se tocar, cada vez vai piorar mais. Será que esses criaturas (vou usar esse termo porque não posso chamá-los de seres humanos) não percebem que a gente não consegue ser feliz sozinho? Porque a gente precisa de muitas pessoas deste mundo, inclusive umas que nem vamos chegar a conhcer...
Não percebem que talvez aquele a quem julgamos pode ser a solução de nossos problemas algum dia?
E de nada adianta rotular e procurar defeitos nos outros, se a gente não percebe primeiramente os nossos defeitos e aprende a corrigi-los.